Braslog Tracking

Acesse nossas redes sociais:

Você está aqui:

Petrobras obtém licença de gasoduto do Juruá a Urucu, no Amazonas

Fonte: portal@d24am.com/ Luiz Cláudio Tinoco

A Petrobras acaba de obter licença do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) de um gasoduto de 140 quilômetros para explorar as reservas de Aracanga, no Juruá, até o Polo Arara, em Urucu, o que na prática torna comercial a grande jazida de gás descoberta em 1978. O anúncio foi nesta segunda-feira (17) feito pelo gerente geral da Unidade de Negócios no Amazonas, Luiz Ferradans, durante as comemorações dos 25 anos de descoberta do campo de Urucu.

A empresa utilizou novas tecnologias para testar com sucesso a capacidade de quatro poços que ficaram inativos desde a descoberta e comprovou vazão de 600 metros cúbicos (m³) a 800 m³/dia de gás natural.

O gasoduto Juruá-Araracanga-Urucu é parte dos investimentos de US$ 3,4 bilhões que a companhia planeja aplicar no Estado, direcionados para a Bacia do Solimões, em Urucu, e para a Bacia do Amazonas, em Silves. Naquele município, a empresa detém a concessão de campos de gás Japiim e Azulão, situados a menos de 150 quilômetros a leste de Manaus, com a viabilidade comercial comprovada.

Até 2015, a companhia deverá aplicar, no Amazonas, US$ 1 bilhão somente em exploração, que inclui sísmica e testes de capacidade e vazão, além de US$ 1,6 bilhão em desenvolvimento e produção uma fase posterior, que segue o cronograma legal dos novos blocos arrematados no leilão de 2005, da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

De acordo com Ferradans, a empresa também está em fase de levantamento sísmico da região de Itapiranga, ainda na Bacia do Amazonas, que começou em julho, com o objetivo de descobrir novas reservas.

Nas áreas arrematadas perto de Urucu, no leilão de 2005, a empresa aposta no bloco SOL T-171, onde está o poço de Chibata 1, em teste de Longa Duração (TLD). O poço atingiu vazão de 2,5 mil barris de gás e óleo equivalente (boe) por dia. O resultado é mais que o dobro da média da vazão dos cerca de 60 poços em fase de produção na Bacia do Solimões.

Copyright © 2013 - 2021 BRaslog. Todos os direitos reservados

ColetivaWeb